Como elaborar um currículo corretamente

O currículo é o registro da sua história profissional. É a sua propaganda, e como tal não pode ser apenas um pedaço de papel frio.
É um documento que deve ser elaborado para destacar suas habilidades e realizações, de tal forma que soe como um tambor ou um clarim, anunciando quem você é de maneira elegante e agradável. O currículo deve ser uma mensagem breve e objetiva. Não é à toa que em muitos países se utiliza a palavra francesa résumé (que significa resumo) para designar currículo.  Normalmente o currículo chega ao seu potencial empregador antes de você. Por isso, quanto melhor for a impressão que causar a seu respeito, mais oportunidades poderá te propiciar. Cuide bem do seu currículo para que ele o ajude a alcançar muitas entrevistas, que são a primeira metade do caminho para conseguir um novo emprego.

O currículo bem elaborado atrai, o currículo mal elaborado afasta.

Antigamente, destacar-se pelo currículo era usar papel rosa, agrupar o texto em blocos densos, com informações que começavam com o seu curso de primeiro grau, incluíam seus hobbies prediletos, estado da saúde e situação matrimonial. Esqueça este tipo de currículo!

Hoje, o mercado de trabalho mudou e, conseqüentemente, mudaram os currículos. O currículo moderno e eficaz deve evidenciar as suas habilidades, conquistas e experiências. Seja você candidato a uma vaga de presidente, vendedor ou escriturário, o que o seu currículo deve fazer é distingui-lo de uma multidão de outros candidatos.

UM BOM CURRÍCULO…

…apresenta um resumo breve, objetivo e conciso, mas ao mesmo tempo claro, abrangente e verdadeiro sobre a sua experiência passada.
…deve ser cuidadosamente atualizado, corretamente escrito e adequadamente formatado.
…faz você se destacar em uma pilha de outros currículos
…chama a atenção de quem o lê e aumenta as suas chances de conseguir uma entrevista de emprego.

FUNÇÕES DO CURRÍCULO


Para quem está empregado, o currículo é importante porque pode ser solicitado para apoiar um processo de promoção, um convite para um novo emprego ou para mostrar a clientes e fornecedores. Não se deve nunca descuidar dele, caso queira causar uma impressão positiva.
Para quem está procurando emprego, o currículo tem duas funções básicas:

  • é uma ferramenta para gerar entrevistas de emprego
  • serve de guia para os seus entrevistadores
  • Facilite, portanto, o trabalho do seu entrevistador. Procure responder, no currículo, as principais perguntas para as quais os entrevistadores querem resposta:

    O que você quer?
    Para responder a esta pergunta, o seu currículo deve comunicar clara e especificamente quais são os seus objetivos. Coloque um sumário sucinto e objetivo das suas expectativas. Por exemplo, cargo executivo na área industrial, para um estilo mais aberto ou diretor/gerente da área industrial, para um estilo mais específico.

    Por que você quer?
    Mostre a razão pela qual você considera merecer o cargo que está pretendendo. Seu currículo deve enfocar o seu objetivo. Os itens da sua carreira que não ajudam a justificar o foco central do seu currículo devem ser menos enfatizados ou excluídos. Por exemplo, se o seu objetivo é ser diretor industrial e você trabalhou durante um ano para um empregador em vendas de produtos de consumo, esta experiência deve ter menção mínima ou não constar do sumário.

    Em que você contribuiu?
    Destaque as atividades que você desempenhou em cada emprego e que resultaram em retorno para a empresa, seja institucional, financeiro ou de relacionamento de mercado. O seu potencial empregador quer saber, logo à primeira vista, se você é um empregado que traz resultados para a empresa ou se apenas cumpre o seu papel.

    Você se organiza e planeja para alcançar objetivos?
    Um currículo bem organizado, com seqüência lógica, mostra a sua habilidade de organizar atividades e tarefas, e o fato de saber o que quer, mostra ambição e vontade de atingir esses objetivos.

    Você se comunica?
    Usar frases curtas é uma maneira eficiente de demonstrar objetividade e concisão. Utilize o mínimo de palavras, evite advérbios subjetivos, como extremamente, fortemente e outros. Inicie frases com verbos de ação, como construí, reduzi, aumentei, implantei, administrei, supervisionei, melhorei, expandi, organizei, treinei, encontrei, descobri, planejei etc. Mas ao mesmo tempo em que os verbos podem vir na primeira pessoa, evite utilizar o pronome pessoal eu, pois ele passa a impressão ofensiva de falta de modéstia, quando usado em demasia.
    Ao redigir seu currículo, tente criar uma impressão moderna, positiva, agressiva e direcionada a realizações. Os entrevistadores analisam pilhas de currículos e precisam entender rapidamente, na primeira leitura, exatamente o que você pretende, por que e com que objetivos. Faça um esforço de preparação para economizar o esforço de leitura deles. Isto pode resultar em ponto positivo para você.

    Você é positivo?
    Seu currículo deve falar bem de você – claro que com base na verdade. Por isso, enfatize os pontos positivos. Ninguém quer ler informações tristes, de pessoas que choramingam. Mostre aspectos marcantes, primeiramente, e deixe os aspectos menos relevantes para o final. Atinja o entrevistador com um impacto positivo logo no início da leitura.

    SEQÜÊNCIA DE APRESENTAÇÃO:
    Basicamente, o que um empregador quer saber de você quando olha o seu currículo são apenas três coisas:

  • Onde você já esteve?
  • O que você já fez por outra empresa?
  • O que pode fazer pela empresa dele?
  • Siga a seguinte seqüência de apresentação em seu currículo:

  • Objetivo conciso
  • Breve sumário de qualificações
  • Formação acadêmica
  • Resultados obtidos em decorrência das habilidades técnicas
  • Experiências profissionais mais relevantes (com datas e lugares)
  • Pontos fortes
  • Conhecimentos de informática
  • Primeira página
    Procure manter o seu currículo, preferivelmente, em duas páginas. Um currículo de três páginas é, hoje, considerado extenso.
    Logo no início da primeira página, devem ser colocados o seu nome, endereço e números de telefone. Não há outro lugar melhor para colocar essas informações – como os currículos são lidos rapidamente, você pode perder uma oportunidade se o leitor pensar que você esqueceu de colocá-las.

    Em seguida, aparece o seu objetivo profissional, que não deve ultrapassar uma linha. Por exemplo: ‘Gerente de marketing/produto.’

    Mencione depois, um resumo das suas qualificações profissionais. Por exemplo: ‘Economista com MBA em Marketing e dez anos de experiência em planejamento de mídia e estudo de mercado.’

    Ao colocar datas de títulos no currículo, certifique-se de incluir as datas de início e final de cada curso do lado esquerdo da página.

    Na relação de empregos anteriores, certifique-se de incluir as datas de entrada e saída de cada emprego do lado direito da página, depois do nome de cada empresa.

    Não separe os cargos com textos, pois eles perdem o impacto do número e da seqüência.

    Segunda página
    Faça uma relação de resultados obtidos em cada empresa, sempre de maneira sucinta. Evite analisar, apenas informe.
    Se foi promovido muitas vezes, enfatize isto, brevemente, no seu currículo.
    As promoções que obteve são as melhores referências, pois denotam que você foi um colaborador excelente, transmitem que o seu chefe o julga um bom profissional e que executou bem suas funções, por isso foi promovido.
    Para registro de um emprego em que você obteve promoções, certifique-se de incluir a data de entrada e a data de saída ao lado esquerdo da página e as datas para cada título ao lado direito da página. Se você não seguir esta norma e colocar todas as datas do lado esquerdo, uma rápida leitura poderá deixar a impressão de que você troca de emprego com freqüência.
    Se você for um executivo jovem, que ainda não acumulou muitos empregos, tente montar o seu currículo em uma só página.

    O QUE NÃO COLOCAR NO CURRÍCULO

    Cores
    O currículo deve ser agradável à leitura, portanto, deve ser discreto. No máximo, utilize um papel de tom pastel em vez do branco, mas nada além disso.
    Para destacar as informações você pode usar os recursos de negrito e itálico do seu processador de texto. Evite variar os tipos de fonte, para não transformar o seu currículo em uma salada gráfica e irritar quem o lê.

    Listas extensas de qualquer natureza
    Se a sua relação de empregos é muito grande, selecione apenas os últimos cinco empregos da sua carreira. E, mencione no sumário de qualificações que você possui mais experiência do que o mencionado.
    Em alguns casos é importante colocar todas as informações, como nos currículos de cientistas ou médicos, para cujos empregadores os artigos publicados são importantes, assim como o detalhamento dos congressos de que o profissional participou. Mas, de maneira geral, essas informações só entediam a quem vai ler o currículo.

    RG, CPF e outros números de documentos
    Não perca tempo inserindo número do CPF ou do Título de eleitor, ou mesmo da Carteira profissional. Se alguém tiver interesse nestes documentos, será o Departamento Pessoal no momento em que for efetivar a sua contratação. Nunca antes.

    Razões de ter deixado o emprego anterior
    Esta informação é importante para o seu empregador, mas deve ser discutida no momento certo. E, o momento certo é a entrevista pessoal. Portanto, não inclua esta informação no currículo.

    Referências
    A lista de referências deve ser impressa à parte, e você deve tê-la à mão na entrevista, para apresentá-la ao entrevistador no momento em que for solicitado.
    (Para mais informações, leia o artigo “Sem boas referências, você pode perder a chance de um ótimo emprego”, na edição número 1 do jornal virtual Carreira & Sucesso, que pode pode acessado pelo endereço www.catho.com.br/jcs)

    Raça, religião e filiação partidária
    Ninguém tem interesse em conhecer estas suas convicções, seja para benefício ou para prejuízo da sua carreira. Ao contrário, colocando essas informações pode parecer que você é quem tem preconceito com relação a esses itens.

    Salário anterior e pretensão salarial
    Alguns especialistas recomendam colocar salário e pretensão no currículo, mas a postura do Grupo Catho é de não recomendar esta prática. Salário, conforme a nossa experiência, é um tema para ser discutido pessoalmente durante a entrevista e não para estar no currículo. Quando o anúncio pede, pode-se escrever alguma coisa geral como Aceito discutir propostas ou Estou aberto para discutir a questão salarial.

    FORMATO E APARÊNCIA DO CURRÍCULO
    Antes de escrever o modelo final, revise-o com duas ou três pessoas para checar as informações e verificar a correção ortográfica. Erros de português, gramaticais, ortográficos ou de concordância, comprometem seriamente o currículo de qualquer pessoa. Não tenha vergonha de pedir ajuda.
    Graficamente, o seu currículo precisa ser atraente. Lembre-se de que ele é a propaganda do produto mais importante do mundo: você!
    Deixe margens largas e muitos espaços em branco. Não faça a composição gráfica com letras muito pequenas porque há pessoas que enxergam mal – respeite-as.
    Procure não variar a fonte das letras, mas aproveite os recursos de sublinhar, colocar em negrito ou em itálico, e até o uso de letras maiúsculas para enfatizar.
    A impressão deve ser feita em laser porque o resultado gráfico é bonito e muito limpo. Para a reprodução de quantidades maiores, sugerimos o processo de offset em um papel de boa qualidade, branco ou em tom pastel claro.
    Inclua fotografia, se considerar que a sua aparência pessoal é boa e pode ajudar a causar uma boa impressão. Prefira o tamanho 4,5 x 6 cm. Deve ser uma ótima fotografia, nítida, em que você esteja sorridente e inspire confiança. A fotografia diferenciará imediatamente o seu currículo dos outros e o tornará mais pessoal. Pode colar uma fotografia em cada currículo ou, se usar serviços de uma gráfica, pode deixar que a fotografia faça parte do fotolito, imprimindo-a na primeira página do seu currículo.
    Há muito mais o que dizer a respeito de currículo, porque a sua elaboração exige, ao mesmo tempo, simplicidade na apresentação e complexidade na avaliação dos elementos que o compõem.

    UM MODELO ADEQUADO DE CURRÍCULO PARA CADA SITUAÇÃO
    Há três modelos básicos de currículo. Situações funcionais específicas podem exigir que se envie um determinado tipo de currículo. Você terá que identificar qual é o mais adequado para o empregador que tem a vaga para a qual você quer se candidatar.

    Currículo cronológico
    Geralmente este currículo apresenta a lista dos empregadores em ordem cronológica inversa, ou seja, inicia-se a relação pelo emprego mais recente. É o currículo mais utilizado e também o mais apreciado pelos executivos contratantes, porque facilita a avaliação do leitor com relação ao crescimento da carreira e continuidade no emprego do candidato.
    É também um modelo que permite ao candidato um formato adequado para relatar os resultados que alcançou nos empregos anteriores.
    Não deve usar este modelo quem:
    – Mudou de emprego com freqüência
    – Mudou de carreira várias vezes
    A razão é pelo impacto visual. Numa relação em que os registros de empregos ficam próximos uns dos outros, destacam-se as datas e as atividades, ficando bastante fácil, para o leitor, confrontar esses quesitos.

    Currículo funcional
    Este modelo dá preferência de enfoque às funções desempenhadas e não aos empregadores.
    Permite que o profissional não fique constrangido por ter trabalhado em um determinado lugar ou pela seqüência de seus empregadores. Também possibilita dar menos ênfase à experiência que não está relacionada com o cargo pretendido.
    Neste modelo de currículo, o candidato seleciona somente as experiências relevantes vinculadas à colocação que pretende. Sem, no entanto, omitir nada, porque um currículo deve ser verdadeiro – a relação cronológica dos empregadores é apresentada no final.
    A estratégia é chamar a atenção do entrevistador, de imediato, para as habilidades e talentos mais importantes do seu currículo para aquela determinada vaga.
    O currículo funcional tem a desvantagem de ser muito inflexível. Você só pode usá-lo quando pretende um determinado cargo, e a definição do seu produto é restrita, o que pode ser bom, mas também pode ser ruim.

    Currículo cronológico-funcional
    É, dos modelos de currículo, o mais forte e comunicativo. Associa a ordem cronológica inversa dos empregadores com os cargos, realçando a experiência funcional em cada emprego. Utilize esse modelo se você possui boa estabilidade de emprego e uma ampla base de experiência.
    Este é o modelo de currículo preferido por uma grande parcela dos recrutadores. A razão é simples: este modelo poupa tempo e agiliza a seleção.
    Um entrevistador experiente observa, de imediato, num currículo formatado desta maneira, várias informações importantes ao mesmo tempo, como experiência, estabilidade e progressão funcional de um candidato. Mas tem a desvantagem de poder parecer, para o entrevistador, que o candidato esteja querendo ocultar instabilidade funcional.

    Por Thomas A. Case

    Fonte: Jornal Carreira & Sucesso

    Anúncios

    4 comentários em “Como elaborar um currículo corretamente

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s