Políticas de uso da internet

Quem nunca recebeu uma piada pela internet enquanto estava trabalhando? O uso indevido de mensagens eletrônicas no ambiente de trabalho virou sinônimo de prejuízo para as empresas. A repórter Fabiana Scaranzi mostra que muitos patrões estão criando regras para a comunicação virtual dos funcionários.
Uma das maiores queixas dos empregadores é em relação ao tempo que os funcionários gastam fazendo acessos pessoais pela internet. E eles têm razão. Uma pesquisa realizada por uma consultoria internacional para a América Latina constatou que pelo menos 80% dos brasileiros acessam sites não relacionados ao trabalho e perdem em média cinco horas e meia por semana. “Site de viagem, de carro, veículo, de esporte”, diz um trabalhador. “Eventualmente quando quero viajar é uma opção para pesquisar hotéis, lugares”, fala um rapaz.
Não dá para negar que a internet facilitou a vida das pessoas no mundo corporativo. Mas também há que se tomar cuidado redobrado em relação ao que se deve ou não fazer, a começar pelas mensagens eletrônicas mandadas em nome da empresa. “Para as pessoas que estão de fora sempre será a empresa que está falando, e não o funcionário”, explica especialista em direito tecnológico Rony Vainzof.
E aquelas fotos pessoais com amigos numa festa ou na praia com o namorado podem ser descarregadas no computador do escritório? “Eu aconselharia a nunca fazer isso. Primeiro ponto crucial é que você está ali para trabalhar, você recebe aquele computador e aquele acesso a internet para fins laborativos e não para fins pessoais. Segundo pela sua própria segurança. Também não seria interessante você descarregar esses tipos de fotos internamente”, diz Rony.
A cada ano crescem as restrições ao uso da internet pelos funcionários. Em São Luís (MA), uma empresa resolveu bloquear a chegada de mensagens consideradas indevidas. Tudo começou quando os próprios funcionários passaram a reclamar da quantidade de e-mails indevidos que vinha recebendo e que acabavam atrapalhando o desempenho deles no trabalho. No fim de 2006 a empresa decidiu instalar no servidor uma ferramenta conhecida como anti-spam. Em três meses de funcionamento o anti-spam bloqueou 15 milhões de mensagens que não tinham nenhum interesse para a empresa, 70% do total. “Essa ferramenta é um anti-vírus e faz o filtro de conteúdo das mensagens. São bloqueadas as mensagens de propaganda indevida ou mesmo de conteúdo pejorativo”, explica o gerente tecnologia da informação da empresa, Eduardo Bessa.
A política de segurança deve ser clara para os funcionários, o que ele pode e o que não pode acessar. Isso esclarecido, o não cumprimento das regras pode levar até a demissão, prevista na CLT. “Então nós temos casos como incontinência de conduta, que seria aquele envio de fotos pornográficas. Estão cada vez mais comum também atos de concorrência desleal, de violação de segredo, ou seja, pessoas dentro da empresa que passam dados confidenciais de forma eletrônica para outras empresas, para outros concorrentes”, diz Vainzof.
Nos EUA 40 funcionários de uma empresa foram demitidos sumariamente e no mesmo dia porque eles estavam acessando sites pornográficos ou esportivos durante o expediente. Os empregados passavam até oito horas por dia em visitas inadequadas a sites da web. O mais surpreendente é que eles sabiam que estavam sendo vigiados por um programa que registra o acesso à internet dos 92.000 funcionários da empresa espalhados pelo mundo. Segundo um fabricante de programas que faz esse tipo de monitoramento, quase 30% do que as empresas gastam com o uso da internet durante um ano, um bilhão de dólares, são desperdiçados em visitas a sites que não têm relação com o trabalho.
Então veja algumas dicas para os internautas que navegam na internet durante o trabalho.
– A mensagem facilita, mas não deve substituir os contatos pessoais. Separe um tempinho para o café, estique as pernas, dê uma volta;
– Veja se as frases não podem ter dupla interpretação e seja conciso;
– Releia a mensagem antes de mandar. Será que não escapou nenhum errinho de português?
E como deve ser a mensagem eletrônica de despedida da empresa? “Deixe seus contatos e ponto final. Começa uma vida nova, enfim, o que a gente nunca pode fazer é fechar as portas. Sempre é bom sair da melhor forma possível”, orienta o especialista.
Os empregadores dizem que não querem punir e sim conscientizar os funcionários das situações que podem causar danos às empresas e aos próprios funcionários. Então procure conhecer mais sobre a política de segurança da sua empresa. Se ela ainda não tiver uma, use o bom senso.

Priscila Gonçalves

fonte: Blog News E-mail Marketing

Anúncios

Um comentário em “Políticas de uso da internet

  1. Hellow meu querido professor!!!(Rs)o seu primeiríssimo comentário do dia é o meu!!!gostei mutio dessa matéria de política de uso da internet e queria tirar uma dúvida.
    O servidor conhecido como anti-spam só pode ser usado em empresas ou também em um computador como o meu; que no caso não é usado para meios corporativos?!
    bjks… ^^Larissa^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s