Não é necessário gostar… Mas é imprescindível saber!

“Chama-se, genericamente, informática o conjunto das ciências da informação, estando incluídas neste grupo: a ciência da computação, a teoria da informação, o processo de cálculo, a análise numérica e os métodos teóricos da representação dos conhecimentos e de modelagem dos problemas”.

Fonte: Wikipédia: http://pt.wikipedia.org

 

De maneira errônea, embora aceitável, tratamos “informática” como o simples modo de operar certas máquinas (hardwares) e seus aplicativos (softwares) sem, contudo, nos preocuparmos com a verdadeira dimensão do termo.

Com o avanço das tecnologias somado ao advento da inclusão digital, os dias de hoje tornam-se obsoletos em questão de minutos e, por falta de informação, ou melhor, por não termos o hábito de buscar informação, e, perdoem-me a redundância, muitas vezes por não sabermos como buscar informações, tornamo-nos também “cartas fora do baralho” cedo demais, corporativamente falando.

O bom uso das tecnologias existentes bem como o conhecimento das tendências tecnológicas nos proporciona singular diferencial, tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

No século XXI a internet que conhecíamos (hoje denominada web 1.0), deixou de ser apenas um aglomerado de informações estáticas e cedeu espaço para a “web 2.0”, com maior dinamismo, maior interatividade, usabilidade e, acima de tudo, maior confiabilidade.

A professora Dra. Léa Elisa Silingowschi Calil – Advogada, professora no Centro Universitário FIEO – UNIFIEO, mestre e doutora em Direito pela PUC/SP, retrata: A internet traz consigo uma globalização maior do que aquela provocada pelas grandes navegações, que descobriu novos continentes e ampliou como nunca, até então, os mercados, ao oferecer novos e desconhecidos produtos. Cria novos postos de trabalho com a mesma velocidade com que fecha outro, com uma rapidez muito maior do que aquela provocada pela revolução industrial. Democratiza o acesso a informações a muito mais pessoas e com mais amplitude que a invenção da imprensa por Guttemberg o fez”.

Paz e bem!

FC

Anúncios

4 comentários em “Não é necessário gostar… Mas é imprescindível saber!

  1. …ter conhecimento idependente do assunto é importante para nossa própria cultura…
    Nosso mundo cersce sem percebermos e temos que acompanha-lo,sempre nos atualizar…
    Conhecimento é bom e não mata ninguém…

  2. Não conhecer a informática nós dias de hoje é como ser um indijente,pois no mundo que vivemos se não ficarmos atualizados nós rodamos no universo do trabalho,até porque informação é tudo.
    na minha opnião a informática se atualiza a cada dia que passa,sabemos que se nós não acompanharmos nós acaba se perdendo,tanto no mundo do trabalho quanto na vida pessoal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s